30/09/2013

Governo lança Portal Brasil e diz que quer ouvir mais as ruas

Além do novo site, presidência criou perfis no Facebook e no Instagram. Espaço oferecerá informações e serviços para os cidadãos.

Portal BrasilRIO DE JANEIRO (Da Redação), 30 de setembro – Ser a porta de entrada da relação entre o cidadão e o governo federal e reunir informações e serviços de todos os ministérios. Esses são alguns dos objetivos do Portal Brasil, lançado na sexta-feira (27) pelo Governo Brasileiro. Na ocasião, a presidente Dilma Rousseff disse que o novo site é um instrumento para o exercício da cidadania que contribuirá para a melhoria da qualidade dos serviços e do grau de informação dos cidadãos.

Além do Portal Brasil, a Presidência está criando perfis no Instagram e no Facebook, e Dilma voltou a escrever em seu perfil no Twitter, depois de quase três anos afastada. “Isso significa que nós queremos construir uma prática sistemática de ouvir as ruas, ouvir o que querem as universidades, o que quer a população da cidade e do campo no Brasil, dos diferentes segmentos sociais e ouvir as redes sociais, ter com elas uma interação”, disse.

O porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann, disse que o Portal Brasil, assim como o retorno da presidenta Dilma Rousseff ao Twitter e a criação de perfil da Presidência no Instagram e no Facebook, fazem parte de uma nova postura do governo. “Pretendemos construir uma relação com a sociedade, por meio das redes sociais, de forma que ela possa interferir também nas decisões do governo”.

INFORMAÇÕES E SERVIÇOS DENTRO DE UM PORTAL CUSTOMIZÁVEL

O coordenador do Gabinete Digital, Valdir Simão, explicou que o Portal Brasil trará informações e serviços e que a página na Internet poderá ser customizada pelo cidadão de acordo com suas necessidades. Por meio do portal, será possível obter informações sobre como solicitar documentos pessoais, além de serviços como a emissão de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), pedido de passaporte, cálculo da Previdência e inscrição no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O objetivo, de acordo com Valdir Simão, é colocar no portal os serviços de todos os ministérios do governo. Até o momento, segundo ele, 12 pastas compartilharam informações com o site e fornecem ao cidadão 583 serviços. “Até o fim do ano todos os ministérios estarão presentes nesse serviço”, disse Simão. JW.

Com informações da Agência Brasil.

Mario CavalcantiGoverno lança Portal Brasil e diz que quer ouvir mais as ruas