11/03/2013

Revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz lança novo site

Publicação ganhou sua primeira página na Internet em 1996, e hoje conta com um acervo online com mais de quatro mil artigos.

Revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz.RIO DE JANEIRO (Da Redação), 11 de março – A revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, um dos principais periódicos científicos brasileiros, ganhou um novo site na última sexta-feira (8). Entre os destaques, estão uma nova ferramenta de busca e páginas de perfil. Segundo a publicação, o leitor poderá criar, por exemplo, um perfil para cadastrar seus temas preferidos e receber sugestão de artigos. “Tudo reunido em uma interface moderna e amigável, inspirada nos portais das revistas científicas mais importantes do mundo”, diz o editor da publicação, o pesquisador Ricardo Lourenço.

Atualmente, a Memória possui um acervo de mais de quatro mil artigos. Pesquisadores interessados em integrar o time de revisores da revista poderão se candidatar por meio do novo site. Mas, de acordo com a publicação, como a Memórias é uma revista pública, financiada pelo governo e de acesso gratuito, o serviço de revisão não é pago. “Exigimos que cada artigo seja visto por dois pesquisadores referências no assunto e, preferencialmente, estrangeiros. Vez ou outra, temos dificuldades em encontrar os melhores ou mais especializados, e o site vai nos ajudar a formar um banco de voluntários”, diz Hikmat Zein, editora-executiva da revista.

PUBLICAÇÃO COM UM SÉCULO DE HISTÓRIA

Criada em 1909 pelo próprio Oswaldo Cruz, a Memórias ganhou seu primeiro site em 1996 e, em 2007, adotou o sistema de envio online de artigos Open Journal Systems (OJS). A medida simplificou o processo editorial ao substituir o envio de manuscritos pelo correio, gravados em CD. Em 2008, o site passou a contar com o Sistema Identificador de Objetivo Digital, o DOI (Digital Object Identifier, no inglês), que permite a certificação dos textos e das obras publicadas na Internet e a proteção dos direitos autorais.

Já em 2009, todo o acervo digitalizado foi hospedado no portal da Scientific Electronic Library Online (SciELO). No início de 2012, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e da própria SciELO, a Memórias migrou para a plataforma ScholarOne, utilizada pelos mais importantes periódicos do mundo. Além de contar com um sistema de envio amplamente difundido entre os pesquisadores, o ScholarOne permite que autores enviem seus manuscritos com mais segurança, facilitando a realização de cobranças de revisão por meio do envio de emails automáticos. JW.

Com informações da Agência Fiocruz de Notícias.

Mario CavalcantiRevista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz lança novo site