07/12/2011

Diários do interior buscam integração de conteúdos

Unidos, veículos do interior seriam maior fortes que a imprensa de grandes cidades

Agência BrasilBRASÍLIA (Agência Brasil), 7 de dezembro – Com alcance estimado em 20 milhões de leitores por dia, representantes de 380 jornais diários do interior do Brasil estão discutindo formas de integrar conteúdos, a fim de ampliar as ações editoriais conjuntas e aumentar ainda mais a visibilidade que têm. Ciente do alcance desses veículos, integrantes da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) apresentaram nesta quarta-feira (7), durante o 1º Congresso dos Diários do Interior do Brasil, os produtos e serviços destinados a ajudar essas mídias na cobertura de temas que envolvem o governo federal.

“O governo acredita na força da mídia regional, por ela falar diretamente ao leitor. Não são jornaizinhos ou televisõezinhas. Acreditamos serem essas, verdadeiramente, as mídias fortes do Brasil, porque são as que falam [mais diretamente] com os leitores, e por serem elas a quem o leitor recorre pela manhã”, disse a diretora do Departamento de Relações com a Imprensa Regional da Secom, Patrícia Linden.

Patrícia apresentou a cerca de 200 editores e representantes de jornais diários do interior brasileiro os produtos desenvolvidos pela Secom – e produzidos pela EBC Serviços – com o objetivo de ajudá-los a informar a população sobre as ações governamentais. Entre eles, os programas Entrevista da Presidenta e Bom Dia, Ministro; a coluna Conversa com a Presidenta; o Brasil em Pauta, além de coletivas de imprensa, boletins informativos e divulgações de agenda.

VALORIZAÇÃO DOS VEÍCULOS REGIONAIS

Segundo o diretor de Mídia da Secom, Fabrício Gonçalves Costa, entre os objetivos relativos à publicidade do governo federal estão a diversificação e a desconcentração dos investimentos na mídia, de forma a valorizar os veículos regionais e fomentar a profissionalização dos mercados locais.

“Em 2003, tínhamos cadastrados apenas 499 veículos em 2.733 municípios. Em 2010 já tínhamos catalogado 8.094 veículos em 2.733 municípios. Agora, em 2011, o número de veículos jornalísticos cadastrados chegou a 8.435″, disse Costa.

De acordo com a Associação dos Diários do Interior (ADI), os 380 jornais diários do interior do Brasil são responsáveis pela produção de 4 milhões de exemplares por dia, com alcance aproximado de 20 milhões leitores.

MAIOR QUE A IMPRENSA DE GRANDES CIDADES

Diretor executivo da ADI Brasil, Adriano Kalil explica que entre 1,5% e 3% do faturamento anual desses veículos têm origem em verbas governamentais. “É muito claro que vivemos da nossa região, das nossas abrangências e da situação econômica das nossas localidades. Nossa região é nosso mercado de sobrevivência”, disse.

“Não existem jornais de circulação nacional. Existem os de influência nacional”, afirmou Kalil. Segundo ele, dos 380 jornais diários do interior, 117 estão ligados à Central de Notícias Regionais, entidade que encabeça a integração dos diários regionais brasileiros. Incluindo os que não são diários, o número sobe para 1,9 mil.

Segundo o diretor da ADI, assim como o Produto Interno Bruto (PIB) do interior ultrapassou o das capitais, a imprensa do interior, unida, é maior do que a das grandes cidades, em especial a escrita e a radiofônica. “Juntos somos mais fortes [do que a grande mídia], mas precisamos ampliar a presença de nossos veículos fora de nossas fronteiras”, ressaltou.

“Por isso, temos como objetivo principal desse congresso o de conscientizar os diários do interior sobre a sua importância, que pode ser ampliada com ações editoriais conjuntas, de forma a aumentar nossa visibilidade”, completou.

Por Pedro Peduzzi. Edição: Nádia Franco.

Mario CavalcantiDiários do interior buscam integração de conteúdos