Mario Cavalcanti
por — 20/09/2011 em Notícias

Folha cria site para receber documentos anônimos

Batizado de FolhaLeaks, canal segue procedimento semelhante ao do WikiLeaks

DivulgaçãoRIO DE JANEIRO (Da Redação), 20 de setembro – A Folha Online estreou no último domingo (18) uma seção para receber documentos e informações que possam resultar em uma investigação jornalística. Seguindo um procedimento semelhante ao do WikiLeaks, o Folhaleaks permite que o usuário envie, de forma anônima ou não, sugestões e documentos sigilosos que possam gerar resportagens investigativas por parte da equipe do jornal.

O anonimato das fontes que não quiserem se identificar será preservada pelo veículo, um procedimento, segundo o próprio jornal, autorizado pela Constituição Brasileira quando necessário para garantir o direito à informação.

Segundo o editor-executivo da Folha, Sérgio Dávila, o recurso aproxima o público de informações transparentes. “O Folhaleaks foi criado para ampliar o acesso da sociedade a informações relevantes, estreitando ainda mais a relação dos leitores com a produção de reportagens de interesse público”, diz.

O Folhaleaks aceita textos e arquivos (vídeo, foto, áudio). As informações enviadas passarão por uma triagem. Não serão publicados conteúdos que não tenham sido checados e confirmados pelo jornal. Depois da seleção das sugestões e da identificação dos temas de maior relevância, os colaboradores poderão ser procurados pelos jornalistas para detalhar e aprofundar os dados, se manifestarem interesse em ser contatados. A participação é espontânea e o diário informou que não remunera suas fontes de informação. JW.

Mario CavalcantiFolha cria site para receber documentos anônimos