Julian Assange, fundador do WikiLeaks - Crédito: Wikimedia | Jornalistas da Web
Mario Cavalcanti
por — 2 meses atrás em Notícias

Edward Snowden e outros pedem a Trump que retire caso contra fundador do WikiLeaks

Entre os signatários estão Chomsky e mais de cem ativistas, jornalistas e funcionários do governo americano.

Edward Snowden, o analista de sistemas americano que em 2013 revelou a existência de programas de vigilância e espionagem mundial da Agência Nacional de Segurança, e mais de cem signatários fizeram uma carta aberta ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedindo clemência para Julian Assange e outros membros do WikiLeaks.

A carta considera a acusação ao WikiLeaks “uma ameaça a todo o jornalismo livre”, e pede ao Departamento de Justiça americano para descartar quaisquer planos de investigação e acusação. Entre os signatários estão ainda o linguista, filósofo e ativista político Noam Chomsky e mais de cem outros ativistas, jornalistas e funcionários do governo americano (via The Guardian).

Julian Assange refugiou-se no dia 19 de junho de 2012 na embaixada do Equador em Londres, na Inglaterra, para evitar sua extradição para a Suécia para ser interrogado por acusações de estupro e abuso sexual que ele nega.

Por seu trabalho no WikiLeaks, Assange ganhou prêmios como o Index on Censorship do The Economist em 2008 e foi considerado o “homem do ano” pelo jornal francês Le Monde em 2010. Em 2011, foi incluído na lista da revista Time como uma das cem pessoas mais influentes do planeta.

Notícias relacionadas

Mais no Jornalistas da Web

Mario CavalcantiEdward Snowden e outros pedem a Trump que retire caso contra fundador do WikiLeaks