Webrevista da Bahia vence o Expocom Nordeste na categoria Produção em Jornalismo Digital. Imagem: Reprodução / Na Contramão
19/05/2014

Webrevista da Bahia vence o Expocom Nordeste na categoria Produção em Jornalismo Digital

Criada como projeto de TCC, publicação virtual experimental Na Contramão segue agora para a etapa nacional da premiação.

Webrevista da Bahia vence o Expocom Nordeste na categoria Produção em Jornalismo Digital. Divulgação.Uma webrevista criada como projeto de TCC no curso de Comunicação Social da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi a vencedora da edição 2014 do prêmio Expocom Nordeste na categoria Produção em Jornalismo Digital. A premiação, destinada aos melhores trabalhos experimentais produzidos por alunos no âmbito da área de Comunicação, anunciou no sábado (17), durante o XVI Intercom Nordeste, em João Pessoa, na Paraíba, que a revista virtual Na Contramão havia vencido na categoria.

A publicação experimental de comportamento e cultura, lançada em agosto de 2013, foi editada por Alexandro Mota (23), que nasceu e mora em Salvador e já concluiu o curso de Comunicação Social (com habilitação em Jornalismo) – atualmente trabalha como repórter do Jornal Correio, na mesma cidade. Mota assinava também o projeto editorial e gráfico. “A revista foi apresentada à Faculdade de Comunicação da UFBA e foi muito bem recebida pela banca de avaliação do Projeto Experimental. Foi meu TCC na faculdade”, explica Alexandro ao Jornalistas da Web.

MAIS PRÊMIOS NO CURRÍCULO DA REVISTA

Com pouco tempo de existência, o site já ganhou outros prêmios. “Em dezembro [de 2013], a reportagem ‘Virgem?!’, que faz parte da única edição da webrevista Na Contramão, foi a vencedora da categoria Jornalismo Online do Prêmio Telefônica Vivo de Jornalismo Universitário. Trata-se da reportagem mais completa do produto que pensa a virgindade na atualidade, o constrangimento que jovens têm em serem virgens, aspectos religiosos e tendências”, conta Mota.

O jornalista falou ainda sobre o desafio de tocar o produto. “Para lançar essa edição foi necessário quase um ano e meio de trabalho. Quando idealizei do produto, logo estive diante do desafio de maturar a ideia de ser um jornalista multimídia, adquirindo pelo menos noções básicas necessárias para conduzir o trabalho com seus diferentes formatos. Nesse período de desenvolvimento da webrevista, decidi fazer um curso de Webdesign para conhecer as possibilidades que teria e fui experimentando o desenvolvimento da programação, do design, da edição de vídeos e áudios e fiquei atento à necessidade de produzir uma escrita agradável, mas principalmente informativa. Estar envolvido em todas as etapas do trabalho, mesmo quando contei com colaborares, que foram importantes, ajudou a uniformidade do produto”, explica o jornalista.

A revista segue agora para a Etapa Nacional do Prêmio Expocom. Os vencedores serão divulgados no dia 5 de setembro de 2014, durante o Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. “Estou muito feliz com a premiação e também fiquei feliz em ter tido a oportunidade de conhecer outros bons trabalhos para Web desenvolvidos aqui no Nordeste. Será uma honra representá-los no Expocom nacional”, diz.

Os vencedores de outras categorias do Expocom, inclusive de outras etapas regionais da premiação, podem ser vistos no site oficial do Intercom.

Mario CavalcantiWebrevista da Bahia vence o Expocom Nordeste na categoria Produção em Jornalismo Digital