New York Times demite diretora de redação Jill Abramson. Crédito da foto: Flickr.com/samchills
15/05/2014

New York Times demite diretora de redação Jill Abramson

Primeira mulher a comandar a redação do tradicional veículo, Abramson tinha como uma das tarefas garantir a sobrevivência do jornal.

A diretora de redação do diário americano The New York Times, Jill Abramson, deixou na quarta-feira (14) o cargo que vinha ocupando desde setembro de 2011. Primeira mulher a comandar o tradicional jornal, Abramson, de 60 anos, foi substituída por Dean Baquet, de 57, até então editor-chefe do veículo.

Os motivos da inesperada mudança não foram comentados pelo jornal. Entretanto, Arthur Sulzberger, presidente do New York Times, informou que a decisão teve por objetivo a melhoria de questões de gestão da redação. Ao comentar o assunto, Abramson disse que “amou sua passagem pelo New York Times”.

Jill Abramson trabalhava no jornal desde 1997, com passagens como repórter investigativo e chefe da sucursal de Washington, até chegar ao cargo de diretora de redação. Uma de suas tarefas era buscar formas de garantir a sobrevivência do tradicional jornal em tempos de rápidas mudanças tecnológicas e novos modelos de negócios. Logo quando assumiu, a executiva anunciou que o New York Times teria um site mais dinâmico, ação que foi encarada na época como uma resposta a sites de notícias como The Huffington Post.

O novo diretor de redação entrou para o New York Times em abril de 1990 como repórter metropolitano. Dean Baquet passou por vários outros jornais e, em 2007, retornou ao Times, onde ocupou cargos como editor-chefe, editor-chefe assistente, editor nacional e chefe da sucursal de Washington. Ganhou um prêmio Pulitzer em 1988 na categoria Reportagem Investigativa e foi finalista da premiação em 1994 na mesma categoria.

Com informações do The Guardian e da Wikipedia. Crédito da foto: Flickr.com/samchills

Mario CavalcantiNew York Times demite diretora de redação Jill Abramson