Clarín anuncia processo de convergência. Foto: Ariel Grinberg / Clarín.

Clarín anuncia início de etapa digital entre seus jornalistas

‘Veículo que não inova assina atestado de óbito’, diz editor do diário argentino. Jornalistas terão que trabalhar para todas as plataformas.

O diário Clarín, da Argentina, informou nesta quarta-feira (14) que está iniciando um processo de convergência que incluirá a criação de uma redação multiplataforma, totalmente integrada. Farão parte das mudanças também o redesenho do site Clarín.com e o lançamento de novos conteúdos para dispositivos móveis.

O anúncio interno para os jornalistas do veículo – que já haviam solicitado uma reunião do tipo – foi feito pelo editor geral do jornal, Ricardo Kirschbaum, e pelo editor geral adjunto, Ricardo Roa, durante uma apresentação na terça-feira (13), no auditório do diário. Os dois editores informaram que a edição online aumentará fortemente sua presença nas redes sociais, oferecerá mais páginas e seções, mudará a forma de navegação e se organizará em cinco grandes áreas: notícias, esportes, estilo, show e serviços.

Para o veículo, o maior desafio para os [seus] jornalistas será parar de pensar em um fechamento a cada 24 horas, rotina típica dos impressos. Segundo o Clarín, a redação terá fechamentos permanentes e as notícias serão atualizadas durante todo o dia.

O diário informou ainda que seu processo de convergência implicará que todos os jornalistas terão que trabalhar para todas as plataformas. Durante a reunião, Kirschbaum foi categórico sobre o assunto. “O veículo que não inova está assinando seu atestado de óbito (…) Os leitores adquiriram novos hábitos aos quais devemos dar resposta”, disse.

Com o processo de convergência, o tradicional jornal espera manter sua liderança nos mercados impresso e digital, mas já anunciou que potenciará seus serviços para a Web e para os dispositivos móveis.

Crédito da foto: Ariel Grinberg / Clarín.

Mario CavalcantiClarín anuncia início de etapa digital entre seus jornalistas