Crédito da foto: Flickr.com/13274211@N00
07/05/2014

Plataforma holandesa Blendle comercializa conteúdo avulso de veículos online locais

Ainda em fase beta, serviço foi fundado por dois jornalistas holandeses e está sendo chamado de ‘iTunes do jornalismo’.

RIO DE JANEIRO (Da Redação), 7 de maio – A elite da mídia holandesa se reuniu recentemente para o lançamento da nova plataforma de jornalismo online Blendle. O espaço, que objetiva tornar-se uma espécie de “iTunes do jornalismo”, comercializa e reúne em um único site o conteúdo de todas as principais publicações do país – incluindo matérias de jornais bem conhecidos, como De Telegraaf e de Volkskrant.

O empreendimento é fruto de dois jornalistas holandeses, Alexander Klopping e Marten Blankesteijn. O primeiro conta que foi influenciado por um hábito peculiar de usuários holandeses do Twitter: compartilhar fotos de matérias de jornais impressos, já que o conteúdo desses jornais muitas vezes está por trás de um paywall. “Estamos em 2014 e as pessoas ainda estão tirando fotos de jornais”, conta. Já Marten, diz que teve a ideia quando estava em uma fila de supermercado. Ele viu um artigo interessante em uma revista Marie-Claire, mas achou embaraçosa a ideia de comprar uma edição inteira da revista.

Blendle / Divulgação.

O Blendle permite aos usuários navegar por chamadas, compartilhar o conteúdo e até mesmo seguir outros usuários da plataforma. Cada matéria ou artigo custa entre €0.10 (pouco mais de R$ 0,30) e €0.90, e o serviço comercializa também edições avulsas de jornais e revistas.

Em sua fase beta inicial, 71% do uso veio de pessoas com menos de 40 anos de idade. O serviço possui ainda um atraente recurso de devolução de dinheiro: os usuários não são cobrados se fecharem um artigo dentro de 15 segundos – ou podem pedir reembolso posterior. A garantia de devolução de dinheiro pode até ser considerado um atrativo para aumenta número de leitores, mas, segundo a plataforma, apenas 4% dos usuários pediram um reembolso.

Via Economist.

Mario CavalcantiPlataforma holandesa Blendle comercializa conteúdo avulso de veículos online locais