30/04/2013

Tecnologia 4G pode chegar este ano a 15 cidades, diz ministro

Obrigatoriedade, no primeiro momento, é oferecer a rede para as seis cidades-sede da Copa das Confederações, que começa em junho.

BRASÍLIA (Agência Brasil) – O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse na segunda-feira (29) que as operadoras de telefonia celular deverão disponibilizar a tecnologia 4G a 15 cidades, embora a obrigatoriedade, neste primeiro momento, seja oferecer a rede para as seis sedes da Copa das Confederações.

Segundo o cronograma estabelecido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as operadoras de telefonia móvel que adquiriram espectros no leilão têm até esta terça-feira (30) para cobrir 50% das áreas das seis cidades-sede da Copa das Confederações: Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Fortaleza.

“As empresas já demonstraram que vão atender a mais do que isso, não apenas em cobertura, mas também em número de cidades que serão abrangidas. A notícia que a gente tem, embora algumas empresas ainda fiquem, por razões comerciais, escondendo as suas intenções, é que o número de cidades vai ultrapassar bastante as seis. E com certeza vai ser um serviço com bastante aceitação”, disse Bernardo.

OPERADORAS JÁ ESTÃO LANÇANDO SERVIÇOS

A Claro lançou o serviço em São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Paraty, Campos do Jordão e Búzios e a Oi anunciou o início da operação de sua rede 4G no Rio de Janeiro. A TIM e a Vivo vão ainda detalhar seus planos de investimentos em 4G.

O presidente da Anatel, João Rezende, disse que a agência vai fiscalizar o início da oferta do serviço no país. “Estamos acompanhando a cobertura de cada cidade, tem que ter oferta comercial a partir de amanhã e vamos fiscalizar o cumprimento desse quesito do edital”.

Por Sabrina Craide. Edição: Fábio Massalli.

Mario CavalcantiTecnologia 4G pode chegar este ano a 15 cidades, diz ministro