01/02/2013

Wall Street Journal diz que também foi vítima de ataque de hackers chineses

Motivo da invasão seria monitorar a cobertura que o jornal faz da China. Acusação ocorre na mesma semana em que o New York Times diz que foi atacado.

Wall Street Journal diz que foi atacado por hackers chineses.RIO DE JANEIRO (Da Redação), 1º de fevereiro – O The Wall Street Journal disse na quinta-feira (31) que seus sistemas de computação estão sofrendo ataques de hackers chineses. O objetivo da invasão, diz o jornal, é monitorar a cobertura que faz da China.

A denúncia acontece na mesma semana em que outro tradicional diário americano, o The New York Times, informou que hackers chineses entraram em seus sistemas internos e acessaram os computadores de 53 funcionários. Os ataques teriam ocorrido em represália a uma série de matérias que o jornal publicou expondo a vasta riqueza acumulada pela família do primeiro-ministro Wen Jiabao.

O governo de Pequim tem sido acusado por vários governos e empresas de realizar, por anos, espionagem cibernética. O Ministério das Relações Exteriores da China disse que as acusações do New York Times são “sem fundamento” e “totalmente irresponsáveis”. “A China também é vítima de ataques de hackers. As leis chinesas proíbem claramente ataques de hackers”, disse o porta-voz Hong Lei.

O grupo Dow Jones & Co, proprietário do Wall Street Journal, divulgou um comunicado na quinta-feira (31) dizendo que ataques de hackers relacionados com a sua cobertura da China eram “um problema permanente”. “A evidência mostra que os esforços de infiltração tem como alvo o monitoramento da cobertura da China, e não são uma tentativa de ganhar vantagem comercial ou de distorcer as informações”, disse um porta-voz do jornal.

O Wall Street Journal informou ainda que está trabalhando com as autoridades e especialistas em segurança para tomar medidas que protejam consumidores, funcionários, jornalistas e fontes. O ocorrido chegou a virar notícia no próprio jornal. JW.

Via BBC News, Wall Street Journal.

Mario CavalcantiWall Street Journal diz que também foi vítima de ataque de hackers chineses