Mario Cavalcanti
por — 08/01/2013 em Notícias

Jornalistas chineses fazem manifestação contra censura

Editorial modificado pelo governo foi o que levou dezenas de jornalistas de um dos principais jornais da China a fazerem a paralisação.

Editorial modificado pelo governo teria iniciado a manifestação na China / Foto: Weibo / scmp.comRIO DE JANEIRO (Da Redação), 8 de janeiro – Dezenas de jornalistas chineses fizeram uma manifestação na segunda-feira (7), em frente à sede do semanário Southern Weekly – um dos principais jornais da China -, por causa da censura exercida pelo governo do país asiático contra os meios de comunicação locais.

O descontentamento que levou os jornalistas a iniciarem a manifestação teria sido um editorial do veículo que reivindicava uma reforma política no país e que foi censurado e reescrito. O texto teria sido transformado por censores do governo em um artigo elogiando o Partido Comunista.

Na noite do último domingo (6), uma mensagem no microblog oficial do Southern Weekly negou que o editorial tivesse sido alterado por causa de censura. As atualizações do microblog, supostamente feitas por editores do alto escalão do veículo, provocaram a greve de membros da equipe editorial.

A censura na China não afeta apenas os jornais, mas também a natureza do meio online. Na última semana, o governo bloqueou o site da revista Yanhuang Chunqiu, considerada a publicação reformista mais influente do país asiático. O motivo teria sido um artigo pedindo um governo constitucional.

Em dezembro do ano passado, o governo chinês divulgou regras mais rígidas para controle da Internet. Entre as medidas, o país decidiu excluir mensagens e páginas com informações consideradas ilegais pelas autoridades. JW.

Com informações da BBC Brasil.

Mario CavalcantiJornalistas chineses fazem manifestação contra censura