Mario Cavalcanti
por — 08/11/2012 em Notícias

Irã é acusado de torturar blogueiro até a morte

Sattar Beheshti, de 35 anos, foi tirado de casa por autoridades iranianas por criticar a república islâmica no Facebook

Reprodução / The GuardianRIO DE JANEIRO (Da Redação), 8 de novembro – O Irã está sendo acusado de torturar até a morte um blogueiro preso na última semana por criticar a república islâmica no Facebook. A polícia cibernética do Irã, conhecida como Fata, tirou Sattar Beheshti de sua casa sob a suspeita de “agir contra a segurança nacional” por causa de suas postagens em sites de redes sociais.

De acordo com informações do diário britânico The Guardian, a família do blogueiro não tinha notícias sobre ele até quarta-feira (7), quando funcionários da prisão Evin, em Teerã, pedindo para que recolhessem o cadável de Beheshti do escritório de um legista. A oposição acusou as autoridades iranianas de torturar o blogueiro, de 35 anos de idade, até a morte.

Ainda segundo o jornal britânico, Kaleme, um site de notícias próximo ao líder da oposição, Mir Hossein Mousavi, foi o primeiro a relatar a morte do blogueiro. A mídia estatal iraniana estaria em grande parte se abstendo de informar sobre o caso, mas o site Baztab, filiado ao ex-comandante sênior da Guarda Revolucionária, Mohsen Rezaei, confirmou sua morte. JW.

Mario CavalcantiIrã é acusado de torturar blogueiro até a morte