Mario Cavalcanti
por — 11/09/2012 em Notícias

Especial multimídia denuncia condições de trabalho em frigoríficos

Produzido pela Casa da Cultura Digital em parceria com a ONG Repórter Brasil, o Moendo Gente faz uso do Google Maps e vai além de simples dados estatísticos

Divulgação

RIO DE JANEIRO (Da Redação), 11 de setembro – Uma investigação multimídia sobre acidentes, doenças e outros problemas decorrentes do trabalho nas indústrias de abate de aves, suínos e bovinos. Isso é o que o usuário encontrará acessando a reportagem multimídia Moendo Gente, produzida pela Casa da Cultura Digital em parceria com a ONG Repórter Brasil e publicada nesta terça-feira (11).

O site, que faz uso de mapas interativos, vai além de simples dados estatísticos para denunciar as más condições de trabalho nas grandes indústrias brasileiras de carne. “Quem trabalha em um frigorífico se depara diariamente com uma série de riscos que a maior parte das pessoas sequer imagina. Exposição constante a facas, serras e outros instrumentos cortantes; realização de movimentos repetitivos que podem gerar graves lesões e doenças; pressão psicológica para dar conta do alucinado ritmo de produção; jornadas exaustivas até mesmo aos sábados; ambiente asfixiante e, obviamente, frio – muito frio”, diz a introdução da investigação.

Um dos responsáveis pelo especial, o jornalista André Deak, da Casa da Cultura Digital, explica como foi parte do processo: “Montamos aqui na Casa da Cultura Digital um Núcleo de Infografia e Visualização de Dados, que opera com uma equipe ad hoc, na medida em que as necessidades e os desafios se apresentam. O conteúdo veio separado da forma, dessa vez; foi entregue tudo pelos jornalistas da Repórter Brasil. Fizemos aqui o “empacotamento“ multimídia e interativo, utilizando software livre, e criamos algumas interações entre Google Maps e outro software que produz camadas de pintura (essa aquarela que pinta o mapa). Pensamos neste como uma possibilidade para desenvolver outros produtos similares, e, sempre que possível, pensar na forma junto com o conteúdo – o que é o ideal”, diz Deak. JW.

Mario CavalcantiEspecial multimídia denuncia condições de trabalho em frigoríficos