Mario Cavalcanti
por — 17/06/2011 em Notícias

The Guardian decide dar prioridade ao meio digital

Edição impressa do diário britânico terá menos páginas e mais conteúdo analítico

Edição iPhone do The Guardian / DivulgaçãoRIO DE JANEIRO (Da Redação), 17 de junho – O Guardian Media Group, controlador do diário britânico The Guardian, anunciou que irá centrar seu modelo de negócio no mundo digital. De acordo com o diretor executivo do grupo, Andrew Miller, a edição impressa do jornal passará por uma reorganização que deve implicar na diminuição do número de páginas e no aumento de análises e reportagens mais densas. O dominical The Observer, do mesmo grupo, também passará futuramente pelas mesmas mudanças.

Após anunciar uma perda de 33 milhões de libras do grupo em 2010, Miller apresentou uma estratégia “digital first” para a redação do The Guardian. Segundo informações do veículo, a companhia espera, com a manobra, duplicar antes de 2017 os 47 milhões de libras que espera obter dos negócios digitais esse ano. A prioridade que será dada ao meio digital tem entre os objetivos cortar os gastos da edição impressa para reduzir as atuais perdas para um nível entre 10 e 15 milhões de libras anuais, considerado mais aceitável.

O grupo planeja lançar em breve uma edição digital do The Guardian nos Estados Unidos. JW.

Mario CavalcantiThe Guardian decide dar prioridade ao meio digital