Mario Cavalcanti
por — 16/03/2011 em Notícias

Jornal O Globo muda para atender novas demandas

Ex-Estadão, Pedro Doria assume cargo de editor executivo de Plataformas Digitais

DivulgaçãoRIO DE JANEIRO (Da Redação), 16 de março – O jornal O Globo, do Rio de Janeiro, anunciou nesta quarta-feira (16) que está promovendo mudanças na redação com o intuito de “atender aos desafios diários da nova era da informação”.

Depois de integrar as redações do impresso e online, há um ano, o comando da redação mudará com o objetivo de estruturar melhor a produção e distribuição de conteúdo em todas as plataformas onde o veículo está presente: impresso, site, celulares, redes sociais, iPad, Kindle e outros dispositivos.

Para isso, está sendo criado o cargo de editor executivo de Plataformas Digitais, que será ocupado pelo jornalista Pedro Doria, ex-editor de conteúdo digital do Estado de São Paulo. Além da edição do site, Doria será responsável pelas áreas de mobilidade – celulares, iPad e outros dispositivos – e pela Editoria de Mídias Sociais e Interatividade. Essas áreas formarão o núcleo denominado Primeiro Minuto, cujo objetivo será comandar a distribuição de conteúdo nas plataformas digitais, respeitando as características de cada uma, e os hábitos de consumo de informação dos nossos leitores.

O editor executivo Luiz Antonio Novaes, o Mineiro, que permanece responsável pelo fechamento da Primeira Página, coordenará também a edição impressa do Globo. O cargo de editor executivo de Produção será ampliado e ocupado pelo editor de Rio, Paulo Motta, que ficará responsável por liderar o planejamento diário da produção de conteúdo junto às editorias integradas e atender às demandas dos editores executivos do Impresso (Mineiro) e de Plataformas Digitais (Doria).

A criação do cargo atende à demanda de ampliação da janela de produção, antecipando para as primeiras horas da manhã a entrega de conteúdo nas plataformas digitais, além de permitir mais foco no planejamento da edição impressa. Seu substituto na Editoria Rio ainda será anunciado.

OUTRAS MUDANAS INTERNAS NO VEÍCULO

DivulgaçãoAinda segundo comunicado oficial, Helena Celestino assume a editoria executiva de Fim de Semana, função criada para ampliar o conceito de edição especial, que passa a incluir, além da edição de domingo, a colaboração na produção das edições de sexta e sábado. Na sexta, o objetivo é consolidar o jornal O Globo como referência em informação, serviços e entretenimento no Rio, tendo o RioShow como principal plataforma.

A edição de sábado adiantará o conceito dominical, com especiais, serviços (guias de saúde, compras e estilo) e chamadas para os grandes assuntos de domingo, destacando também suplementos como o Caderno ELA e o Prosa e Verso. A edição dominical trará ainda mais reportagens especiais, conteúdos exclusivos e análises. A revista O Globo será ainda mais valorizada. O final de semana do veículo irá além do papel e das plataformas digitais, reforçando o posicionamento da marca, com eventos e ações na cidade.

PRODUÇÃO MULTIMÍDIA INTENSIFICADA

Para fazer frente aos desafios da produção multiplataforma de conteúdo, o diário também criou o cargo de editor de Imagens Multiplataforma, a fim de unificar o comando da produção multimídia na redação, incluindo fotos e o núcleo de vídeo.

Ainda de acordo com comunicado, a produção multiplataforma de conteúdo exige novos processos de produção, curadoria apropriada para cada mídia e edição adequada para os conteúdos editados nos tablets. Ricardo Mello, atual gerente da Agência O Globo, ocupará o cargo. Seu substituto ainda será anunciado. Mello responderá ao editor de Produção e os quatro editores executivos se reportam à diretoria da redação. JW.

Mario CavalcantiJornal O Globo muda para atender novas demandas