Mario Cavalcanti
por — 16/02/2011 em Notícias

USA Today faz uso de códigos bidimensionais

Usuários podem escanear imagem com o celular para ter acesso a conteúdo digital

DivulgaçãoRIO DE JANEIRO (Da Redação), 16 de fevereiro – O jornal americano USA Today começou a utilizar na última semana códigos de barras bidimensionais do padrão Microsoft Tags para ligar o conteúdo do impresso à versão online. Por enquanto, apenas um código está sendo publicado diariamente no jornal. Escaneando a imagem com o celular, o leitor tem acesso direto a conteúdos como fotos, notícias financeiras, placares esportivos e até vídeos. Para escanear o código, é preciso que o usuário tenha instalado em seu aparelho um aplicativo apropriado que pode ser baixado gratuitamente.

Segundo análise do site Editors Weblog, embora o USA Today não tenha inventado o conceito, nem a tecnologia – que está bastante difundida em lugares como Ásia e Europa -, o jornal está ajudando a introduzir a estratégia do uso de códigos de barras bidimensionais no mercado americano. Além de oferecer um atrativo a mais para os leitores, o jornal também fará uso do recurso para saber quais conteúdo estão sendo mais escaneados pelos leitores.

JORNAL A TARDE FOI PIONEIRO NA UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA

Em dezembro de 2008, o jornal A Tarde, da Bahia, passou a integrar em sua edição impressa códigos de barra bidimensionais do padrão QR Code (cuja sigla significa Quick Response ou Resposta Rápida), tornando-se a primeira empresa do Brasil no ramo de comunicação a utilizar um QR Code acompanhando matérias de uma publicação impressa. Na época, o diário publicou um vídeo mostrando como funciona o recurso, que acompanha até hoje as matérias impressas.

BOSTON GLOBE INVESTE EM REALIDADE AUMENTADA

Anualmente, o diário americano The Boston Globe publica seu Guia de Artes de Inverno (Winter Arts Guide), que traz uma seleção de eventos de entretenimento e artes que vão acontecer. Na edição deste ano, lançada no início de fevereiro e cujo tema é A Estação Ganha Vida (The Season Comes Alive), o veículo optou por fazer uso de realidade aumentada para dar vida a algumas figuras do encarte. Com o atrativo, leitores que possuem um smartphone equipado com o software Junaio podem, ao apontar a câmera do aparelho para as ilustrações do guia, ver imagens se movimentando, como se fossem animações coexistindo com a imagem da câmera.

O Boston Globe estima que metade de seus leitores possuem smartphones, o que resultaria em uma base significativa de usuários potenciais da tecnologia. Entretanto, o jornal não faz ideia ainda de quantas pessoas visualizaram as animações. JW.

Mario CavalcantiUSA Today faz uso de códigos bidimensionais