Mario Cavalcanti
por — 28/01/2011 em Artigos

O bom uso que a CNN faz do iPhone

Mario Lima Cavalcanti comenta algumas funcionalidades da app da clássica emissora americana.

Por (@mariocavalcanti)

 

Já se passaram alguns anos desde que a CNN começou a marcar presença no mundo móvel. Lembro de eu ter em 2005 um Nokia 6086 (modesto, comparado aos modelos de hoje) e conseguir acessar uma versão portátil do site da CNN, construída em HTML, e com um conteúdo já bem tratado, que fazia você ter a sensação de que não perdeu nada que estava na versão Web convencional. Para a época, e estamos falando de apenas seis anos atrás, isso era um diferencial.

Pode-se dizer que, ao lado da BBC, mesmo antes da explosão dos smartphones que presenciamos hoje em dia, a emissora americana é uma das que mais têm explorado esse meio, com ofertas de SMS, site móvel, mobile TV, vídeos on demand para celular e aplicativos para smartphones e tablets. Praticamente explorou todos os principais canais de conteúdo móvel. Essa presença noticiosa na vanguarda mobile gerou um know-how em termos de layout, tratamento de conteúdo e abordagem.

Com a chegada do iPhone, a companhia foi uma das primeiras organizações de notícias a criar um site otimizado para o smartphone da Apple. Entretanto, é o seu mais novo aplicativo para o telefone da maçã que merece uma certa atenção pelas funcionalidades de imediatismo. Além do básico esperado em uma aplicação do tipo, como notícias de última hora, vídeos e conteúdo organizado por editorias, a app traz um interessante adendo: uma espécie de pop-up que exibe uma manchete sempre que algum fato bombástico ocorre.

 

Quando falo bombástico, estou me referindo mesmo a notícias de grandes expressão, como a queda de um presidente, uma tragédia em larga escala, um acordo de paz selado, o início de algum conflito ou a morte de uma personalidade mundialmente conhecida. ou seja, a CNN separou a função de pop-up apenas para esse tipo de acontecimento. E, junto com o pop-up, o aparelho vibra, chamando a atenção do usuário para o ocorrido. Seria um equivalente ao break de plantão da Rede Globo, no qual a programação é interrompida para que uma notícia importante seja anunciada.

Além dessa função, a emissora apostou ainda em notícias locais, onde o usuário indica uma cidade e passa a ter, na seção My CNN, previsão do tempo e notícias referentes àquela região. Você pode inclusive adicionar mais de uma cidade, para ter, assim, acesso ao conteúdo sobre as regiões que lhe interessam. Tais exemplos sugerem que conhecermos o terreno onde pisamos, ou seja, estudarmos e explorarmos a mídia em que queremos atuar, nos ajuda a planejar formas inteligentes de entrega de informação.

Sobre o autor |

Jornalista, developer, carioca e nerd de carteirinha. Editor do site Jornalistas da Web e adepto da retrocomputação.

Siga Mario Cavalcanti no Twitter Siga Mario Cavalcanti no Facebook Siga Mario Cavalcanti no Google+
Mario CavalcantiO bom uso que a CNN faz do iPhone