Mario Cavalcanti
por — 28/04/2009 em Notícias

Murdoch mostra otimismo sobre a mídia impressa

Magnata da mídia apoia a coexistência entre o meio impresso e as novas mídias

Rupert Murdoch (Este arquivo é licenciado sob a licença Creative Commons Attribution ShareAlike 2.0)A edição 2009 do Innovations in Newspapers World Report, relatório anual da Associação Mundial dos Jornais (WAN, na sigla em inglês), foi divulgado na segunda-feira, 27, e traz declarações de Rupert Murdoch, dono da News Corporation, um dos maiores conglomerados de mídia do mundo, sobre o futuro do impresso.

Para Murdoch, os jornais terão sucesso desenvolvendo relacionamentos com os leitores. O magnata da mídia, como é conhecido, acredita ainda que o papel da indústria é "dar aos leitores um jornalismo de qualidade", e que a circulação e o número de leitores vão continuar crescendo tanto em jornais impressos, quanto em páginas da Web, através de feeds RSS, emails e dispositivos móveis.

Aparentando mostrar lucidez, Rupert Murdoch diz que "o maior inimigo dos jornais não é a competição com as novas tecnologias, mas os próprios veículos que não acreditam no poder de sua audiência e que não respondem construtivamente aos desafios dos leitores que não mais pensam que os editores são oráculos onipotentes".

A nuvem de palavras abaixo mostra os termos mais usados por Rupert nas declarações do relatório da WAN, que pode ser lido na íntegra aqui (em inglês). JW.

Reprodução / WAN 

Mario CavalcantiMurdoch mostra otimismo sobre a mídia impressa