Mario Cavalcanti
por — 08/04/2009 em Notícias

Revista USP completa 20 anos de existência

Nova edição da publicação da USP traz as bibliotecas digitais como tema principal

ReproduçãoSÃO PAULO (Agência Fapesp) – A nova edição da Revista USP, de número 80, marca os 20 anos da publicação da Universidade de São Paulo. O tema é "Bibliotecas Digitais/Bibliotecas Virtuais".

A nova biblioteca: o papel e o digital, de Eliana de Azevedo Marques, do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP, As bibliotecas digitais e a sociedade da informação: perspectivas para as bibliotecas digitais no Brasil, de Pedro Puntoni, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFLCH) da USP, e Afinal, o que é biblioteca digital?, de Luis Fernando Sayão, da Comissão Nacional de Energia Nuclear, são alguns dos artigos do dossiê da nova edição.

A revista também traz textos de assuntos diversos, como O aerólito e o zelo dos neófitos: Sérgio Buarque, crítico de poesia, de Vagner Camilo, da FFLCH, e Travessias, Cordisburgo e suas veredas, de Atílio Avancini, da Escola de Comunicações e Artes da USP.

Criada em 1989, por determinação do então reitor José Goldemberg, a revista tinha como missão representar a USP, sendo a única publicação do tipo que o nome da instituição no título. No primeiro número, em homenagem aos 200 anos da Revolução Francesa, a tiragem de 3 mil exemplares esgotou rapidamente e teve que ser reimpressa.

"A partir de um projeto editorial do primeiro editor da revista, Nelson Ascher – projeto que se mantém, em sua coluna dorsal, até hoje -, nascia uma publicação trimestral acadêmico-cultural, ensaística e multidisciplinar que buscou sempre, ao longo do tempo, não se fechar intramuros, aceitando apenas trabalhos de professores e pesquisadores uspianos, mas abrindo-se a todas as colaborações de qualidade, vindas dos quatro cantos do Brasil – e, conforme o caso, de autores estrangeiros, uma vez que inúmeros foram os textos traduzidos dados a público nessa longa caminhada", destaca o editor Francisco Costa.

Segundo ele, a publicação, dirigida ao público universitário, tem a cada novo número a proposta de "construir um dossiê com um grupo de textos multidisciplinares, dentro de um grande tema, seja ele da área de humanidades, de ciências biológicas, ou de ciências exatas".

Para o escritor Boris Schnaiderman, que fez parte do primeiro conselho constituído para a publicação, a Revista da USP não é especializada, mas tem seu lugar justamente entre todas as disciplinas. "É uma revista universitária, sem um público numericamente elevado, mas importante ao possibilitar uma discussão em nível elevado dos mais diversos assuntos", disse ao USP Online.

Mais informações podem ser encontradas no site oficial da revista.

Mario CavalcantiRevista USP completa 20 anos de existência