Mario Cavalcanti
por — 08/12/2008 em Notícias

Jornalistas do meio online são os que mais vão presos

Conclusão é do censo anual feito pelo Comitê Para a Proteção dos Jornalistas

Gráfico que mostra, por mídia, a porcentagem de jornalistas presos (Reprodução)Jornalistas de Internet são mais presos hoje em dia que os de outros meios, de acordo com um novo estudo do Comitê Para a Proteção dos Jornalistas (Committee to Protect Journalists ou CPJ, no inglês), informou o site CyberJournalist.

No censo anual de jornalistas encarcerados, divulgado neste domingo, 7, o CPJ concluiu que 45% dos jornalistas presos em todo o mundo são blogueiros, repórteres de Web ou editores online. Pela primeira vez, jornalistas online representam a maior categoria no censo.

Abdel Karim Suleiman, o blogueiro egípcio preso em 2007 por textos publicados que foram considerados uma ofensa ao presidente do Egito, foi contabilizado no relatório como um dos 56 jornalistas online presos atualmente em todo o mundo.

Até o último dia 1º de dezembro o CPJ encontrou ao todo 125 jornalistas presos, dois a menos que em 2007. JW.

Mario CavalcantiJornalistas do meio online são os que mais vão presos