Mario Cavalcanti
por — 12/08/2008 em Notícias

Blogs ajudam italianos com transtornos alimentares

Estudo mostra que Web auxilia a socialização de pessoas que tendem ao isolamento

Segundo a Reuters, estudo do Instituto de Estudos Políticos, Econômicos e Sociais (Eurispes), cerca de três milhões de pessoas sofrem de transtornos alimentares na Itália. Realizada entre os dias 28 de julho e 6 de agosto, a pesquisa analisou 260 blogs italianos dedicados à anorexia, bulimia e outros assuntos afins.

De acordo com o Ministério da Saúde do país, nove mil indivíduos desenvolvem problemas ligados à alimentação. A maioria das pessoas que apresenta os transtornos tem de 12 a 25 anos e a bulimia é a doença mais comum.

– É um acompanhamento que vai ser mantido nas próximas semanas e até o final de setembro, analisando e catalogando a realidade do fenômeno na Internet a fim de oferecer um quadro completo da situação italiana – afirma comunicado do Eurispes.

O Instituto acredita que existam 300 mil portais em todo o mundo dedicados à anorexia. A Internet pode ser de grande ajuda, pois permite que mais pessoas tenham acesso sobre o tema. Além disso, ainda segundo o Instituto, anoréxicos e bulímicos tendem a isolar-se, pois “o medo de serem vistos como gordos ou o nervosismo que deriva da abstinência de alimentos conduzem a uma vida solitária". Nesse contexto, a Web permite que os jovens se sociabilizem.

Mario CavalcantiBlogs ajudam italianos com transtornos alimentares