Mario Cavalcanti
por — 01/08/2008 em Notícias

Skype e MSN usados para evitar grampos telefônicos

Criminosos do PCC usam recursos para burlar escutas da polícia e falar com advogados

O Ministério Público de São Paulo descobriu que o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua no estado, tem usado programas de conversação por computador, como MSN e Skype, para burlar as escutas telefônicas da polícia. As informações são da Agência Folha.

Na sexta-feira, 25 de julho, a Operação Prima Donna identificou as centrais telefônicas da facção e prendeu seis pessoas sob suspeita de envolvimento com o PCC, entre elas as advogadas Patrícia Galindo de Godoy e Alessandra Moller. Segundo apuração da Folha, a transcrição das conversas mostra detentos afirmando que as os assuntos mais importantes seriam transmitidas aos advogados por MSN. De acordo com um promotor, o Skype era usado para conversação via voz.

Mario CavalcantiSkype e MSN usados para evitar grampos telefônicos