Mario Cavalcanti
por — 08/05/2008 em Notícias

Idéia de massificação é relativizada com TV moderna

Opinião é de Nelson Hoineff, presidente do Instituto de Estudos de Televisão

Divulgação: o jornalista Nelson Hoineff falou sobre a mudança de cultura em relação à televisão ao longo dos anos.Em palestra na manhã desta quinta-feira, 8, no auditório do campus I das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro, Nelson Hoineff, presidente do Instituto de Estudos de Televisão (IETV), falou sobre televisão e novas mídias, apresentando um panorama da história da televisão no Brasil e no mundo e abordando a construção de conteúdo para a TV Digital.

Para Hoineff, a comportamento contemporâneo de assistir televisão é bem diferente daquele dos anos 50, onde toda a família se reunia em volta do aparelho. O especialista acredita que a idéia de massificação é relativada com a TV moderna, com nativos digitais migrando para outras mídias, como jogos eletrônicos (geração PlayStation), MP3 players e telefones celulares.

Hoineff tocou bastante nas mídias portáteis, dizendo que "a mobilidade e a portabilidade são um dos atributos mais importantes das tecnologias digitais hoje em dia", que "o lugar da TV não é mais a sala" e que o "horário nobre hoje migra para a condução, para a ida para o trabalho, para a escola", fazendo referência aos dispositivos móveis que já permitem assistir televisões e aos países onde tal cultura já é normal, como China e Japão. JW.

Mario CavalcantiIdéia de massificação é relativizada com TV moderna