Mario Cavalcanti
por — 20/02/2008 em Notícias

Bahia tem R$ 100 milhões para inovação tecnológica

Editais orientam para o financiamento de projetos tecnológicos em produtos e serviços

Agência Fapesp

Imagem ilustrativa: Fapesb apoiará projetos de inovação tecnológica na Bahia.Até 2010, serão investidos R$ 100 milhões em inovação tecnológica na Bahia. Na última terça-feira, 19, em evento na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, a Fapesb, foram lançados três editais, além da abertura oficial do Programa Estadual de Incentivo à Inovação Tecnológica, o Inovatec, e da assinatura de um protocolo de intenções com o Banco do Nordeste.

Do total de recursos disponíveis, R$ 16,5 milhões são oriundos do Edital do Programa de Apoio a Pesquisa em Empresas, o Pappe Subvenção. A iniciativa tem como objetivo financiar projetos que apresentem inovações tecnológicas em produtos, processos ou serviços oferecidos por empresas, incubadoras ou consórcios empresariais, desde que classificados como micro ou pequenas empresas.

Desenvolvido em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o Pappe Subvenção apoiou 81 projetos em edições anteriores, obtendo resultados positivos na confecção de máquinas para desidratação do tomate, desenvolvimento de brocas para perfuração de rochas, entre outros.

Foi também lançado o Edital Pesquisadores nas Empresas, de R$ 1,5 milhão. Os recursos serão utilizados na concessão de bolsas para pesquisadores que atuarão em micro, pequenas e médias empresas baianas, fomentando a inovação tecnológica por meio da aproximação entre o setor produtivo e a academia.

Segundo a Fapesb, serão aceitos projetos de desenvolvimento tecnológico de produtos ou processos que tenham como objetivo final aumentar a competitividade das empresas. São parceiros da fundação no edital o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Secti.

O outro edital lançado foi de Apoio a Sistemas Locais de Inovação em Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs). Com recursos da ordem de R$ 1 milhão, apoiará as ICTs com o objetivo de contribuir para a implantação e consolidação de políticas de inovação, gestão da inovação, fomento à aproximação com o setor produtivo e disseminação da cultura empreendedora e de propriedade intelectual no estado.

Podem submeter propostas instituições públicas ou privadas que tenham como missão executar atividades de pesquisa básica ou aplicada de caráter científico ou tecnológico. Juntamente com a Secti, são parceiros da Fapesb no edital o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/BA), a Federação das Indústrias do Estado da Bahia/Instituto Euvaldo Lodi e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Também foi lançado no evento em Salvador o Inovatec. Até 2010, o programa contará com recursos de R$ 60 milhões para ampliar a infra-estrutura de base tecnológica da Bahia. Poderão se beneficiar as empresas e instituições dispostas a realizar novos investimentos de base tecnológica, além de órgãos da administração direta ou indireta nos níveis municipal, estadual ou federal que efetuem sistematicamente investimentos em ciência e tecnologia no estado.

Mario CavalcantiBahia tem R$ 100 milhões para inovação tecnológica