Mario Cavalcanti
por — 04/01/2007 em Notícias

Estudo identifica ‘tribos’ móveis

Maioria dos entrevistados tem forte relação com seus celulares e reconhecem os aparelhos como algo além de um simples telefone

A distribuidora de conteúdo móvel Buongiorno publicou uma pesquisa sobre como as pessoas vêem os serviços móveis não ligados à voz. O estudo apontou que os usuários estão compreendendo mais os dispositivos móveis como algo que vai além de um telefone, mostrando que muitos já consideram tais aparelhos como uma espécie de "canivete suíço" capaz de combinar câmera, jogos, tocadores de músicas, TV de bolso, email, organizador pessoal e outros serviços.

A pesquisa concluiu também a possibilidade de classificação dos usuários de dispositivos móveis em três "tribos" (grupos) distintas: simbióticos (symbiotics), racionais (rationals) e modistas (fashionistas). O primeiro grupo – que corresponde a 48% dos entrevistados – teria a característica de extrema relação com seus aparelhos móveis, como se estivessem ligados por um cordão umbilical. No segundo – que representa 25% dos participantes da pesquisa -, os usuários apreciam os valores funcionais e úteis do aparelho. Já o terceiro grupo – que corresponde a 27% dos entrevistados – compreende jovens adultos que gostam de exibir seus aparelhos e os vêem como um símbolo de status.

O estudo foi feito com 5 mil usuários de dez países e com idade entre 14 e 44 anos.

A informação é do site Cellular-news. Em inglês, aqui.

Mario CavalcantiEstudo identifica ‘tribos’ móveis