Mario Cavalcanti
por — 08/11/2006 em Notícias

Mídia cidadã brasileira já pauta

Em palestra, Hermano Vianna, do Overmundo, conta que propostas de parceria surgiram mais cedo do que ele esperava

Em evento promovido nesta terça-feira, 7, na Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, palestras sob o tema "Acervos Culturais & Mídias Digitais" reuniram diversas iniciativas de portais culturais brasileiros.

Daniel Pádua e Hermano Vianna em palestra na Fundação Casa de Rui Barbora. Fonte: Arquivo JW (reprodução permitida, desde que citada a fonte).Estiveram presentes representantes do Canal Funarte, do site colaborativo Overmundo, do Portal de Cultura do Fórum Permanente de Ciência e Cultura (da Fiocruz), do Portal Domínio Público (do Ministério de Educação), do site Porta-Curtas, do Projeto Tamanduá Cultural, da Rede Conhecimento (do Ministério da Ciência e Tecnologia) e da Rede da Memória Virtual Brasileira (da Biblioteca Nacional).

Hermano Vianna, do Overmundo – portal colaborativo dedicado à expressão da diversidade cultural brasileira, onde o usuário gera conteúdos e disponibiliza músicas, filmes e textos -, explicou a funcionalidade do site e abordou questões como a função da mídia participativa no Brasil e no mundo. Hermano conta que o Overmundo já pauta a grande imprensa e que propostas de parcerias surgiram mais cedo do que ele esperava.

– O Overmundo virou pauteiro para a grande imprensa, que muitas vezes não tinha informação sobre o que está acontecendo em outros lugares. Mesmo o programa do Jô Soares já usou pautas que surgiram no Overmundo. Eles convidaram as pessoas pra irem pra lá e depois isso teve uma repercussão no próprio Overmundo (…) É muito interessante como as mídias passaram a se comunicar. Já recebemos propostas de grandes portais brasileiros (…) Questões muito interessantes para o futuro, para a sustentabilidade do projeto, de não depender só de patrocínio, mas começar a gerar o seu próprio dinheiro (…) Para minha surpresa, esse tipo de proposta começou a acontecer muito mais cedo do que eu esperava – diz Hermano Vianna.

Em um certo ponto da palestra, dividindo a mesa com Hermano, esteve presente o imaginante capixaba Daniel Pádua, designer de interface e um dos responsáveis pelo site do Ministério da Cultura – mas que é mais conhecido por lançar em 2002 o projeto Blogchalking, projeto que permitia a classificação geográfica de blogs. Pádua falou, entre outras coisas, sobre perspectiva de infraestrutura para projetos online, frisou que "o que interessa na Internet são as pessoas" e citou serviços baseados em software livre e em padrões abertos, como o Estúdio Livre. Para ele, o cenário online está descobrindo um caminho sólido.

Ouça aqui um breve trecho de Hermano Vianna falando sobre o Overmundo como pauteiro. JW.

Mario CavalcantiMídia cidadã brasileira já pauta