Mario Cavalcanti
por — 29/10/2006 em Notícias

Cabeças Digitais em prol da reflexão

Obra organizada por Ana Maria Nicolaci-da-Costa reúne ensaios sobre o cotidiano na era da informação

Por Mario Lima Cavalcanti (*) 

Divulgação: Ana Maria Nicolaci-da-Costa na noite de autógrafos do livro Cabeças Digitais. Fonte: Arquivo JW. Reprodução autorizada mediante citação.Para quem já navega na Web há cerca de dez anos e/ou já precisou pesquisar obras sobre a Grande Rede, o nome Ana Maria Nicolaci-da-Costa pode não ser novidade. Ph.D. em Psicologia pela Universidade de Londres e coordenadora do Núcleo de Estudos sobre Tecnologia e Subjetividade (Nets) do Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Ana Maria, que ficou conhecida – entre outras coisas – pelo livro "Na Malha da Rede: os Impactos Íntimos da Internet", lançado pela Editora Campus em 1997, organiza agora a obra "Cabeças Digitais – O Cotidiano na Era da Informação" (Editora PUC-Rio / Edições Loyola, 257 páginas), lançado na última semana.

Frutos de trabalhos apresentados no I Encontro sobre Tecnologia e Subjetividade: os 10 anos da Internet comercial no Brasil, evento organizado em junho de 2005, os 12 artigos reunidos na obra são contribuições de profissionais e pesquisadores de diversas disciplinas – antropologia, comunicação, educação, informática, psicologia e sociologia – e, como revela a orelha do livro – escrita pela jornalista e professora da Puc-Rio Carla Rodrigues -, que fazem um balanço do atual cenário da mídia digital, do cotidiano de quem nele "vive", sem venerar a novidade e sem julgar transformações.

Os ensaios fazem jus ao nome e caminham por temas do cotidiano, abordando a rede social Orkut, a prática docente, as redes de pessoas em geral (que ganharam força após o advento do Orkut, com a popularização de redes sociais de informação, jornais colaborativos e portais de compartilhamento de vídeos como o YouTube), entre outros.

Não posso deixar de mencionar a memória que foi lembrada pelo livro. Assim como em "Deu no Jornal – O Jornalismo Impresso na Era da Internet" (org. Álvaro Caldas), também lançada pela Editora PUC-Rio, "Cabeças Digitais" fez uma carinhosa e justa homenagem ao jornalista Fernando Villela, o Fervil, um dos pioneiros da Internet brasileira e jornalismo online brasileiro, morto em 2004 durante um assalto (querido na Puc-Rio, FerVil chegou a participar de "De no Jornal", lançado no mesmo ano de sua morte).

Obra traz interessante leque de opiniões de investigadores sobre a atual vida digitalEm sumo, "Cabeças Digitais" colocando na mesa temas que merecem atenção e pedem reflexão.

Em tempo:

Na noite de autógrafos de "Cabeças Digitais", realizada em uma livraria no Shopping da Gávea, JW teve a oportunidade de conversar com dois dos autores: a livre-docente em psicologia Maria Apparecida Campos Mamede-Neves (leia nota aqui) e o jornalista e doutor em comunicação Márcio Souza Gonçalves (leia aqui), que deram breve depoimento sobre, respectivamente, jovens no meio online (ouça aqui) e a Internet como adição (aqui).

Serviço:

Cabeças Digitais – O Cotidiano na Era da Informação
Org. Ana Maria Nicolaci-da-Costa
Editora Puc-Rio / Edições Loyola
São Paulo, 2006
257 páginas

*Mario Lima Cavalcanti é editor do JW.

Mario CavalcantiCabeças Digitais em prol da reflexão