Mario Cavalcanti
por — 24/10/2006 em Notícias

Ensaio analisa os jovens no meio online

Livre-docente em psicologia, Maria Apparecida Campos Mamede-Neves enxerga o leitor online como receptor crítico

Em texto para o livro "Cabeças Digitais" (PUC-Rio/Loyola) – lançado oficialmente nesta segunda-feira (leia aqui nota no JW) -, a livre-docente em psicologia Maria Apparecida Campos Mamede-Neves escreveu sobre o tema "O jovem no centro da dimensão oculta da Internet", onde desvenda o porque da Internet ser um instrumento simbólico tão atraente para os jovens.

Maria Apparecida, que já havia escrito anteriormente o estudo "O jovem e o jornal", levanta a idéia de que o jornal online muitas vezes complementa informações e enxerga o leitor online como uma espécie de receptor crítico.

– O jornal online está sendo visto pelo jovem como algo que complementa a informação que ele obtém no jornal impresso e que ele já soube no dia anterior no jornal televisivo (…) Você tem duas funções importantes na Internet, que são a comunicação e a informação (…) Na Internet você pode passar a informação para outro, mostrar, voltar, ou seja, acho que na televisão é diferente. Você fica mais passivo. Pelo menos até agora (…) Mas acho que a Internet tem esse aspecto. Já está havendo um critério de as pessoas não passarem qualquer informação – diz a docente.

Ouça aqui um breve depoimento de Maria Apparecida dado ao JW na noite de autógrafos da obra "Cabeças Digitais". JW.

Mario CavalcantiEnsaio analisa os jovens no meio online