Mario Cavalcanti
por — 16/10/2006 em Notícias

Reuters abre redação em Second Life

Agência de notícias dá vida também à Adam Reuters, primeiro chefe de redação virtual da empresa no mundo tridimensional

A agência de notícias Reuters anunciou o lançamento de uma redação no mundo virtual Second Life (SL). A partir de quarta-feira, a agência publicará textos, fotos e vídeos noticiosos do mundo real voltados para os residentes do Second Life e, a partir do site Reuters Second Life News Center, notícias do mundo tridimensional voltadas para leitores do mundo real.

A empresa desenvolveu ainda o Reuters News Centre, um dispositivo móvel que permite aos residentes de SL receberem as últimas notícias.

Agência cria também chefe de redação virtual

Adam Reuters. Fonte: Reuters Second Life News Center.Correspondente de mídia e de tecnologia para a Reuters em Londres, Adam Pasick torna-se o primeiro chefe de redação virtual da organização, que, em SL, passa a ser conhecido como Adam Reuters.

– Apesar do quanto estranho isso possa parecer, não é tão diferente de ser repórter no mundo real -, diz Pasick em depoimento para a própria agência.

Outras companhias já lucram com presença em SL

Criado pela empresa americana Linden Lab, Second Life é um mundo tridimensional simulado onde personagens vivem em torno de uma economia própria e de uma moeda corrente chamada de Linden Dollars (Dólares Linden), que pode ser convertida para dólar americano em lojas virtuais especializadas na transação, permitindo que usuários lucrem a partir da vida virtual.

A Reuters não é a primeira empresa a montar uma presença em Second Life. Recentemente, o portal de notícias de tecnologia CNET News inaugurou uma reprodução fiel de sua redação dentro do mundo tridimensional, onde outras companhias, incluindo Sony BMG, Sun Microsystems e Toyota, já possuem operações.

A informação é da própria agência e pode ser lida na íntegra aqui (em inglês) ou em português no Globo Online.

Mario CavalcantiReuters abre redação em Second Life